fragmentos completos & etc



May 10, 2024 - 12:34PM

“I’ve lived my whole life without having goals, and I think that’s very valuable, because then I never am in a state of anxiety or dissatisfaction. I never feel I haven’t achieved something. I never feel there is something yet to be accomplished. I feel like goals are quite counterproductive. They give you a target, and until the moment you reach that target, you are stressed and unsatisfied, and at the moment you reach that specific target you are aimless and have lost the lodestar of your existence. I’ve always tried to see everything as a process. I want to do things in a certain way that I can be proud of that is sustainable and is fair and equitable to everybody that I interact with. If I can do that, then that’s a success, and success means that I get to do it again tomorrow.”

obrigado por tudo, Sr. Albini.


Jan 30, 2024 - 9:41PM

se a fé traz felicidade, por que não aceitar também uma boa dose de mistério?

gradiva, wilhelm jensen


Dec 21, 2023 - 12:38PM

quantas vezes é possível começar de novo?


Dec 01, 2023 - 11:29AM

Anatomias afetivas, de Gonçalo M. Tavares
retirado do livro Atlas do Corpo e da Imaginação

O fundamental aqui é a defesa de que os sentimentos têm uma base orgânica e de que a essa base orgânica podemos chamar anatomia afetiva; uma anatomia que é uma outra, distanciando-se, pois, da anatomia clássica ocidental classificada como estrutura responsável pelo movimento e pelas funções orgânicas. Esta anatomia afetiva apresenta-se como a estrutura onde se localizam os sentimentos, ou melhor: a estrutura que, por via de contrações e relaxamentos, pode dar origem a determinadas expressões de sentimentos; tal como a outra anatomia, por via de contrações e relaxamentos musculares, dá origem a determinados movimentos.

Estamos ainda no campo de movimentos, sim, mas de movimentos emocionais, movimentos que podem até não ser expressos por nenhuma alteração visível da posição do corpo e dos seus membros, mas somente por uma alteração da expressão da face. Artaud [1] fala mesmo da “localização do pensamento afetivo”, pensamento afetivo não como pensamento que reflete a afetividade, mas sim que a produz. Pensamento que, em vez de produzir palavras, produz emoções.

“Tomar consciência”, escreve Artaud, “da obsessão física, dos músculos tocados pela afetividade, equivale, como no jogo das respirações, a desencadear essa afetividade potencial, a lhe dar uma amplitude surda, mas profunda, e de uma violência incomum”. O melhor atleta afetivo conseguirá sentir melhor, mais profundamente. Trata-se de uma capacidade física, de uma habilidade e não de uma contingência existencial. “Toda a emoção tem bases orgânicas”, eis o importante lema de Artaud, defensor de um “atletismo da alma.”

[1] Artaud, Antonin – O Teatro e o Seu Duplo, 1993, p. 129, Martins Fontes.


Nov 24, 2023 - 5:38PM

esforço-me para alcançar o horizonte
enquanto o silêncio antecede tua chegada
observo, por uma pequena janela
a profundidade da vida

são os pássaros que me fazem companhia.

llansol

[para llansol, em seu aniversário]


Nov 24, 2023 - 12:01PM

tirando o pó deste espaço e reorganizando algumas ideias, mas sem deixar de aceitar que a mágica de manter este espaço reside justamente na falta de obrigação que ele me pede.

continuarei, portanto, acompanhando seu crescimento natural

🌱


Nov 10, 2022 - 10:46AM

"e tudo / oculto / mas água / sempre"

amar o mistério, como orides amou


Sep 30, 2022 - 5:54PM

"como quem afina a própria língua."


Sep 13, 2022 - 12:53PM

das férias e suas perspectivas;

ferias


Sep 12, 2022 - 7:47PM

auxiliar na atividade de cortar os legumes para a sopa que teremos no jantar.

descascar as batatas, a cenoura e a mandioquinha, com a rádio da cidade nos embalando ao fundo. permitir que a melodia se misture aos aromas e às texturas dos alimentos.

fixar-se em cada detalhe: substrato da memória.


Sep 12, 2022 - 12:55PM

é llansol quem sempre traz o silêncio:

"Se eu nunca arriscar a razão, nunca saberei. Nunca saberei pensar."



hosted on thoughts.page. theme by evy.
check out the thoughts webring!